quinta-feira, 2 de junho de 2011

As substâncias e as misturas

Olá 3ª fase do 3º ciclo "A" e "B" (8ª) aprendemos esta semana sobre substâncias simples e composta, e também sobre as misturas que podem ser classificadas em homogêneas e heterogêneas. Vimos que os componentes de uma mistura podem ser separados através de diferentes técnicas. 
Às vezes a separação é fácil, principalmente com misturas heterogêneas, em que os componentes são visíveis a olho nu. Nas misturas homogêneas, o processo é mais difícil... Para complementar este assunto leiam o texto abaixo e veja o vídeo sobre a destilação do petróleo... Abraços!!!

Na química, a separação de misturas é muito importante, pois para obtermos resultados mais corretos em pesquisas e experiências, é necessário que as substâncias químicas utilizadas sejam as mais puras possível. Para isso, utiliza-se vários métodos de separação, que vão desde a “catação” até complicada “destilação fracionada”.
Exemplos práticos onde a separação de misturas é aplicada:
- Tratamento de esgotos / Tratamento de água
O esgoto urbano contém muito lixo “grosso”, é necessário separar este lixo do resto da água (ainda suja, por componentes líquidos, que serão extraídos depois)
- Dessalinização da água do mar
Em alguns lugares do planeta, a falta de água é tamanha, que é preciso pegar água do mar para utilizar domesticamente. Para isso, as usinas dessalinizadoras utilizam a osmose e membranas semi-permeáveis para purificar a água.
- Destilação da cachaça
- Separação de frutas podres das boas em cooperativas (catação)
- Exame de sangue
Separa-se o sangue puro do plasma (líquido que compõe parte do sangue, que ajuda no carregamento de substâncias pelo organismo), através de um processo de sedimentação “acelerada” (o sangue é posto em uma centrífuga, para que a parte pesada do composto se deposite no fundo do recipiente).
Entre várias outras aplicações.
Para facilitar o processo de separação de uma mistura, deve-se observar primeiro a própria mistura. Ela pode ser de dois tipos: homogênea e heterogênea. Homogênea significa que as misturas tem um aspecto comum, dando a impressão de que não é uma mistura. Heterogênea é o contrário: nota-se claramente que se trata de duas (ou mais) substâncias, exemplo: água misturada com areia.
Nas misturas homogêneas, deve-se aplicar primeiro métodos que envolvam fenômenos físicos (evaporação, solidificação, etc). Nas misturas heterogêneas, deve-se separar as “fases” (os diferentes aspectos da mistura) utilizando métodos mecânicos (catação, levigação, etc), e depois, os mesmos métodos utilizados em substâncias homogêneas (pois cada fase poderá ter mais de uma substância, passando a ser então, uma substância homogênea).
Fonte: http://www.infoescola.com/quimica/separacao-de-substancias-misturas/


Nenhum comentário:

Postar um comentário