quarta-feira, 15 de agosto de 2012



Yin yang


Victor Martins de Almeida1
 

Vilãozinho da vez, o dualismo é o nosso favorito dos holofotes. É o principal responsável por preencher o meio em que vivemos, com bombeadas e mais bombeadas de antíteses, assistindo de camarote o balão terrestre estourar, espalhando ondas sonoras catastróficas, envolvendo toda a sociedade com tua amplitude problemática.
O ser humano ainda não se adaptou aos defeitos colaterais que esta bipolaridade causa. A movimentação acelerada e constante da população estimula diariamente a dualidade sentimental e emocional, sendo o grande motivo dos conflitos sociais entre os sapiens sapiens.
Este estimulante é tão forte que afeta a racionalidade humana, capaz de rebaixar-nos a animais selvagens que atacam uns aos outros em busca da soberania sobre os demais.
Definitivamente, somos controlados por nossa dupla face e não controladores, conflitando os elementos que obrigatoriamente deveriam ser harmônicos.
E para reverter essa situação, faz necessário seguir apenas três simples passos: 1º desacelerarmos um pouco no tempo e se atentar mais para a vida; 2º controlar para não ser controlado e 3º harmonizar e equilibrar nossas faces dualistas, como yin yang2. Pois, o mundo não muda por causa de grandes gestos, mas por pequenas atitudes de amor e solidariedade, proporcionados por este equilíbrio.




1 Aluno do 3º ano “A” do Ensino Médio da E. E. “José Bejo”.
2 Segundo o site http://www.significados.com.br/ying-yang/ acesso em 07/08/12, Ying é o princípio passivo, feminino, noturno, escuro e frio. Ele fica do lado esquerdo da esfera, na cor preta. Yang é o princípio ativo, masculino, diurno, luminoso e quente. Está representado pelo lado direito da esfera.



Valeu Victor muito bom seu texto!!!
Mara fique à vontade para enviar quantos textos quiser!!! Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário